Google Tag Manager

quarta-feira, 22 de julho de 2015

SISTEMA DE ATENDIMENTO ONLINE "EL ROI" - ATUALIZAÇÕES - POR LIGIA CHIZOL...

terça-feira, 21 de julho de 2015

Compre o design de uma carta no Tarô do Jogo do Bicho e atraia Sorte no Amor e no Trabalho




Sua mensagem foi enviada para 10285 pessoas. 

Compre o design de uma carta no Tarô do Jogo do Bicho e atraia Sorte no Amor e no Trabalho 


R$150,00 Receba um deck do Taro do Jogo do Bicho no final da campanha, se for completada. 

Contribua com pelo menos R$ 150,00 e receba no final da campanha, se for completada um Deck do Tarô do Jogo do Bicho. 

Entrega estimada em 10/12/2015 

Clique sobre o link acima.

O Tarô do Jogo do Bicho é uma descoberta da parte esotérica dos números e dos animais do Jogo do Bicho criado pelo Diretor do Zoológico do Rio de Janeiro, amigo de Dom Pedro II, há 123 anos.

 O Tarô do Jogo do Bicho está pronto, desenvolvido e será um deck nacional de qualidade internacional. 

É o sonho da minha mãe que está com 96 anos de idade e o meu que estou com 58 anos. Falta os desenhos das cartas que devem ser feitos por um designer especializado. Sou professor aposentado e necessito de colaboradores para trazer ao mundo uma versão profissional do Tarô do Jogo do Bicho. 

O designer concordou em cobrar R$ 30,00 por lâmina. É um preço justo e até em conta considerando o trabalho que dá. Vale cada centavo, mas a minha qualidade de aposentado me impede de pagar a quantia necessária para viabilizar o projeto.

Na verdade preciso de um pouco mais para cobrir os custos de divulgação e captação e de impressão de 5 baralhos decks para serem oferecidos como prêmio. 

Se cada tarólogo ou estudioso do tarô ou se cada pessoa que curte esse assunto colaborar com R$30,00. Muito em breve teremos o Tarô do Jogo do Bicho materializado. 

Uma realidade. Um deck nacional de nível internacional valorizando e dando oportunidades para nossa gente e atraindo sorte no Amor e no Trabalho. 

Colabore que você irá atrair para você muita Sorte no Amor e no Trabalho através da energia positiva produzida pela imagem da figura que você patrocinou. 
A hora é agora! 

Cruzeiro pelo Rio Danubio de Amsterdam a Budapest

Cruzeiro pelo Rio Danúbio de  Amsterdam a Budapest

                                                                             

Belíssima viagem de barco passando por vários países, ouvindo música de Strauss




Fonte:
http://www.youtube.com/watch_popup?v=tuBfV4aTd-A

sábado, 18 de julho de 2015

78 por 78 - Justiça - Por - Ligia Chizolini

A Verdade

A Verdade, por Malba Tahan,


Um dia a Verdade resolveu visitar o grande palácio do Sultão. Envolta num véu claro e transparente, foi ela bater à porta do rico palácio. Ao ver aquela formosa mulher, quase nua, o chefe dos guardas perguntou-lhe:

- Quem é você?

- Sou a Verdade! - respondeu ela, com voz firme. - Quero falar com o Sultão!

O chefe dos guardas, zeloso da segurança do palácio, apressou-se em levar a nova ao Primeiro Ministro do Sultão:

- Senhor - disse, inclinando-se humildemente, - uma mulher desconhecida, quase nua, quer falar com o Sultão.

- Como se chama?

- Chama-se a Verdade!

- A Verdade! - exclamou o Primeiro Ministro, cheio de espanto. - A Verdade quer penetrar neste palácio? Não! Nunca! Que seria de mim, que seria de todos nós, se a Verdade aqui entrasse? A perdição, a desgraça nossa! Diga-lhe que uma mulher nua, despudorada, não entra aqui!

Voltou o chefe dos guardas com o recado e disse à Verdade:

- Não pode entrar, minha filha. A sua nudez iria ofender o nosso Sultão. Volte, pois, pelos caminhos de Alá!

A Verdade ficou muito triste, e afastou-se lentamente do grande palácio do magnânimo sultão, cujas portas se tinham fechado à transparente formosura!

Mas... a Verdade era obstinada e continuou a alimentar o desejo de visitar o grande palácio do Sultão... Cobriu o corpo com um agasalho de couro grosseiro como os que usam os pastores e foi novamente bater à porta do suntuoso palácio.

Ao ver aquela formosa mulher grosseiramente vestida com peles, o chefe dos guardas perguntou-lhe:

- Quem é você?

- Sou a Acusação! - respondeu ela, em tom severo. - Quero falar ao vosso amo e senhor, o Sultão.

O chefe dos guardas, zeloso da segurança do palácio, correu a entender-se como o Primeiro Ministro.

- Senhor - disse, inclinando-se humilde, - uma mulher desconhecida, o corpo envolto em grosseiras peles, deseja falar com o Sultão.

- Como se chama?

- A Acusação!

- A Acusação? - repetiu o Primeiro Ministro, aterrorizado. - A Acusação quer entrar neste palácio? Não! Nunca! Que seria de mim, que seria de todos nós, se a Acusação aqui entrasse! A perdição, a nossa desgraça! Diga-lhe que não pode entrar! Diga-lhe que uma mulher, com as vestes grosseiras de um pastor, não pode falar com o Sultão!

Voltou o chefe dos guardas com a proibição e disse à Verdade:

- Não pode entrar, minha filha. Com essas vestes grosseiras, próprias de um beduíno rude e pobre, não poderá falar ao nosso amo e senhor, o Sultão. Volte, pois, em paz, pelos caminhos de Alá!

A Verdade ficou ainda mais triste e afastou-se vagarosamente do grande palácio do poderoso Sultão.

Mas... a Verdade não desistiu e vestiu-se com riquíssimas vestes, cobriu-se com joias e adornos, envolveu o rosto em um manto diáfano de seda e foi bater à porta do palácio em que vivia o glorioso senhor dos Árabes, o Sultão.

Para saber mais, clique sobre Mais informações, abaixo.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Marque uma consulta comigo

Agenda